fechar
Galeria de Fotos

Tokyo Tower: O símbolo da ascensão japonesa

Embarque em uma vertiginosa subida pela torre mais famosa do Japão. Aproveite a viagem para conhecer também as curiosas atrações que se escondem nos seus 333 metros de altura


A Tokyo Tower é um dos principais símbolos da capital japonesa
A Tokyo Tower é um dos principais símbolos da capital japonesa

A torre apresenta diferentes iluminações de acordo com a ocasião. De 2000 a 2005, foi costume a torre se iluminar de rosa no dia 1 de outubro: alerta às mulheres em relação aos perigos do câncer de mamaDe 2000 a 2005, foi costume a torre se iluminar de rosa no dia 1 de outubro: alerta às mulheres em relação aos perigos do câncer de mama
Em 2002, quando Japão e Coréia sediaram a Copa do Mundo, a torre torceu pela seleção nipônica com a cor azul do uniforme da equipe, nos dias 25 e 26 de maioEm 2002, quando Japão e Coréia sediaram a Copa do Mundo, a torre torceu pela seleção nipônica com a cor azul do uniforme da equipe, nos dias 25 e 26 de maio
Kohaku Utagassen, o tradicional concurso que divide os maiores cantores do Japão em dois times: vermelho e branco, também ganhou iluminação especial. No último dia do ano (quando a competição acontece) de 2007, a torre brilhou em homenagem ao time vencedor: brancoKohaku Utagassen, o tradicional de equipes de cantores do Japão, também ganhou iluminação especial. No último dia de 2007, a torre brilhou em homenagem ao time vencedor: branco
A segunda série da trilogia holywoodiana Matrix teve um dia especial: 26 de maio de 2003, época em que o filme fazia sucesso no arquipélago, a torre iluminou-se de verdeA segunda série da trilogia holywoodiana Matrix teve um dia especial: 26 de maio de 2003, época em que o filme fazia sucesso no Japão. A torre iluminou-se de verde
Segundo a lenda urbana, o casal que observar o "coração" se apagar (exatamente à meia noite) do natal terá felicidade eterna. O ritual acontece desde 2005, do dia 1 ao 25 de dezembroSegundo a lenda urbana, o casal que observar o “coração” se apagar (exatamente à meia noite) do natal terá felicidade eterna. O ritual acontece desde 2005, do dia 1 ao 25 de dezembro
O Japão ainda se recuperava da destruição conseqüente dos bombardeios americanos que varreram grande parte do território nipônico durante a Segunda Guerra. Nas escolas, uma reformulação ideológica brotava junto à nova geração: a importância do trabalho coletivo. As indústrias mergulhavam em um processo de reestruturação, baseando-se, a princípio, na cópia de produtos estrangeiros, que rapidamente conquistavam o mundo baseados na qualidade “made in japan”. Foi nesse contexto histórico que, em 1958, se construiu o maior símbolo da ascensão japonesa: a Tokyo Tower.

Localizada no bairro de Minato, a torre de 333 metros de altura foi considerada por muito tempo a maior estrutura de aço auto-sustentável do mundo - mais alta até do que a sua fonte inspiradora, a Torre Eiffel, da França, com seus 320 metros.

Encabeçando a equipe de engenheiros, Hisayoshi Maeda pretendia elaborar um projeto audacioso, capaz de destacar a tecnologia japonesa em meio às potências mundiais. “Já que vamos construí-la, que seja a mais alta do mundo!”, dizia.

Hoje, a Tokyo Tower ainda mantém seu status de “símbolo da modernidade japonesa”, tão acalentada por Maeda.

Desempenhando sua função como principal antena de transmissão, a Tokyo Tower é uma das responsáveis pelo envio dos 24 sinais de diversos canais de televisão, tanto análogo quanto digital, além de ondas de rádio FM, da região de Kanto. É de lá que são transmitidas as programações de canais como a NHK, TBS, Fuji TV e TV Tokyo.

Um dos maiores atrativos da torre são os dois observatórios, a 150 e 250 metros de altura, nos quais o público pode vislumbrar a cidade de Tóquio, desde a região litorânea de Odaiba até as províncias vizinhas como Chiba e Kanagawa.

Em dias ensolarados, é possível enxergar o monte Fuji, que está a 100 quilômetros de distância - por meio dos inúmeros telescópios. Pode-se observar, a olho nu, pontos turísticos como os jardins do Palácio Imperial, o moderno complexo Roppongi Hills, o edifício da Dieta (o parlamento nipônico), o sofisticado bairro de Ginza e as agitadas regiões compreendidas por Shibuya e Shinjuku. Hoje a Tokyo Tower é o símbolo máximo do Japão moderno para os fãs de anime e mangá.

Uma curiosidade sobre a torre é que ela apresenta diferentes iluminações de acordo com a ocasião. De 2000 a 2005, por exemplo, foi costume a torre se iluminar de rosa no dia 1 de outubro, um alerta às mulheres em relação aos perigos do câncer de mama. Confira, nas imagens ao lado, algumas dessas iluminações.

Por dentro da Tokyo Tower

Observar a capital nipônica a centenas de metros do chão é uma oportunidade que não pode ser desperdiçada ao se fazer um passeio pela cidade. Por isso, as plataformas de observação são passagens obrigatórias para os turistas. Mas a diversão não se limita ao passeio vertical.

O edifício base de quatro andares, que dá acesso aos observatórios, já é suficiente para o visitante esquecer da torre em si. São diversas atrações que fazem do “Tokyo Tower Foot Town” (literalmente “cidade do pé”) um passeio à parte. Para conhecer melhor essas surpresas, que tal fazer um rápido giro pelas principais dependências da torre, na galeria de fotos abaixo?

Tokyo Tower nos mangás

No mangá Tokyo Babylon, a torre é o pano de fundo da história de Subaru e Hokuto. Os personagens até fazem um tour pelas plataformaEm Tokyo Babylon, a torre é o pano de fundo da história de Subaru e HokutoPara os fãs de anime e mangá, a Torre de Tokyo é a imagem mais conhecida do Japão. Pudera. Justamente por representar a era moderna do Japão, foi alvo de ataque de diversos monstros e vilões - por sorte, só nos seriados de ficção.

Ao longo dos últimos 50 anos, a torre foi palco de batalha para seriados como Godzilla, além de ser referência em mangás como Tokyo Babylon e X, dos autores da CLAMP.

Nos longas americanos, a construção também teve seus 15 minutos de fama, quando estrelou ao lado da bela Scarlett Johansson e o cômico Bill Murray no filme Encontros e Desencontros e como pano de fundo para a produção japonesa Always.

Curiosidades: você sabia?

Vista do último andar da torreVista do último andar da torre333 metros - a equipe responsável pela construção garante que essa era a altura mínima para a torre poder executar as transmissões plenamente - e que por coincidência, as obras foram concluídas no ano 33 da Era Showa (1958).

28 mil litros de tinta são necessários para cobrir a porção exerior da torre, pintada com as cores laranja e branca, de acordo com leis impostas pela aeronáutica civil.

176 lâmpadas gigantes são responsáveis pela iluminação da torre, que apesar das cores padrão (laranja e branco), se transforma por completo em ocasiões especiais.

Veja também:
.: Akihabara, o novo paraíso pop de Tóquio
.: Ginza, o bairro mais sofisticado de Tóquio
.: Midtown, o megacomplexo de compras de Tóquio
.: As luzes de Tóquio
.: Conheça a cidade de Edo

Voltar ao topo da página
Galeria de Fotos
Tatuagem japonesa no Brasil
Animações com lanternas coloridas
Made in JapanCopyright Editora JBC. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Editora JBC.
Editora JBC  | Mangás JBC  | Livros JBC  | Henshin!  | WCS - Brasil  | Restaurantes Japoneses  | Hashitag