fechar
Turismo

Nikko: eterna “luz do sol” no Japão

A cidade, onde se respira a história do Japão, soma as mais belas e ricas arquiteturas dos templos com a natureza; combinação que faz jus ao nome


por Karina Morizono
21.02.2008

O templo Rinnoji é o mais importante de Nikko e foi fundado em 766 por Shodo Shonin, monge que introduziu o budismo na cidade no século 8

Não diga que algo é esplêndido sem antes conhecer Nikko, diz um provérbio japonês. Esta frase resume a importância dos tesouros que a cidade abriga há centenas de anos. Uma combinação perfeita dos mais antigos santuários do arquipélago em meio à natureza viva.

O nome Nikko faz jus ao lugar: significa “luz do sol”. Descrição apropriada para relatar como a luz do sol brilha sobre o mausoléu de Ieyasu Tokugawa, coberto com folhas de ouro, e também ao refletir sobre as águas do rio Daiya.
Com 36 metros de altura, o pagode de cinco andares foi construído em 1650 e teve que ser reconstruído em 1818, depois de ser queimado em 1815
Nikko é cercado por milhares de cedros pertencentes a um parque nacional de 81 mil hectares que abriga os santuários. Durante o outono, atrai turistas de todo o arquipélago, inclusive estrangeiros, que aproveitam para conhecer o kouyou nipônico, época em que as folhas das árvores ganham um colorido com tonalidades diferentes.

Em 1999, os santuários e templos de Nikko foram designados como Herança Mundial. Nesta região, visitantes tem a oportunidade de desfrutar a paisagem que representa o verdadeiro Japão.

Nikko (Tochigi)
Quando: todos os dias,
das 8h às 16h (entrada
até as 15h30)
Como chegar: a 30 min.
a pé ou 10 min. de ônibus da estação de trem Nikko
Preço: mil ienes a combinação de tickets que dão acesso aos templos Rinnoji, Taiyuin e Futarasan (não inclui entrada para ver a tumba de Ieyasu que custa 520 ienes)
Tel: 0288-53-4511/0288-54-2496

Voltar ao topo da página
Turismo
Brasileiras e japonesas disputam amistosos de softbol
Keika, a mais nova criação do Mauricio de Sousa
Made in JapanCopyright Editora JBC. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Editora JBC.
Editora JBC  | Mangás JBC  | Livros JBC  | Henshin!  | WCS - Brasil  | Restaurantes Japoneses  | Hashitag