fechar
Turismo

Viagem aos templos japoneses

Conheça os lugares sagrados que contam a história do Japão


por Yayoi Wada
03.01.2006
0103_templo.jpg

0103_templo_02.jpgNos templos xintoístas, é possível presenciar os rituais realizados pelos sacerdotes, especialmente no oshougatsu, o Ano-Novo japonêsEspalhados por todo o arquipélago japonês, os templos são mais que uma expressão do xintoísmo e do budismo, as duas maiores religiões do país. Presentes tanto na agitação dos grandes centros urbanos, como Tokyo, quanto nas ilhas paradisíacas, como Miya-jima, os cerca de três mil templos japoneses são símbolos da cultura e da identidade nacional.

Uma das maiores manifestações populares do país é o hatsumode, a primeira visita do ano a um templo budista ou xintoísta, que acontece no Oshogatsu, o Ano-Novo japonês. Na primeira semana de janeiro, os templos ficam lotados de pessoas que fazem ora­ções para garantir saúde e sorte para o ano todo. Além do aspecto religioso, os templos também são pontos turísticos importantes, pois revelam a riqueza da arqui­tetura e arte japonesas. Conheça a seguir templos que, pe­la cons­trução única e beleza, con­­tam a história do Japão.

0103_templo_tabela_01.jpg 0103_templo_tabela_02.jpg
0103_templo_tabela_03.jpg 0103_templo_tabela_04.jpg

Acima: o templo Todai-ji, em Nara; uma japonesa reza no oshougatsu; fiéis visitam o templo de Asakusa, em Tokyo; e multidão se aglomera para fazer orações no dia 1º de janeiro

Herança histórica
Fonte: Organização Nacional de Turismo JaponêsO templo xintoísta de Yasaka, um dos mais belos de KyotoO templo xintoísta de Yasaka, em Kyoto, é um exemplo remanescente de 1868, época em que xintoísmo e budismo andavam juntos. Um portal em estilo budista com dois andares guarda a entrada do templo em vez dos habituais toriis. Uma das maiores atrações do templo ocorre em julho, quando Yasaka abriga o festival de Gion, um dos mais belos espetáculos de Kyoto, surgido no século 14 para purificar e livrar a população do calor e umidade do verão.

Como chegar
Endereço: Kyoto-shi Higashiyama-ku Gionmachi Kitagawa 625
Telefone: (00xx81) 075-561-6155
Acesso: 8min a pé da estação Kawaramachi, da linha Hankyu
Horário: das 8h às 18h
Entrada: gratuita

Espetáculo sobre o mar

0103_templo_miyajima.jpg

O torii situado em pleno mar, em meio à na­tureza deslum­brante da ilha de Myia-jima, faz do templo Itsu­kushima um dos mais belos do país. Desde o século 6, divindades mari­nhas eram veneradas no local, mas foi somente em 1168 que o templo ganhou todo seu esplendor. Itsukushima é chamado de templo flutuante porque, à noite, seus corredores suspensos ficam iluminados por lanternas, em um espetáculo incomum. A maioria dos turistas fica apenas metade do dia na ilha. Sorte daqueles que pernoitam no local, pois podem aproveitar um visual quase místico.

Como chegar
Endereço: Hiroshima-ken Saiki-gun Miyajimacho 1
Telefone: (00xx81) 0829-44-2020
Acesso: de Hiroshima, é possível chegar à ilha de ferry por 1,4 mil ienes
Horário: das 6h30 às 18h
Entrada: 300 ienes

Buda gigante

0103_templo_todaiji.jpg

Imponente, o templo de Todai-ji foi cons­truído em 745, pelo im­perador Shomu. Apesar de atual­mente restarem apenas dois terços do original, o Todai-ji ainda é consi­derado a maior construção em madeira do mundo. O grande portão sul do templo, Nandai-mon, é guardado por dois deuses, cada um com 7 metros de altura. No hall prin­cipal, está a ima­gem de Ru­shana Buddha, o Daibutsu, a maior estátua em bronze do Japão, que foi recons­tituída inú­meras vezes por cau­sa de terre­motos e incên­dios, mas ainda impressiona.

Como chegar
Endereço: Nara-ken Nara-shi Zoushicho 406-1
Telefone: (00xx81) 0742-22-5511
Acesso: 15min a pé da estação de Nara, da linha Kintetsu
Horário: das 7h30 às 17h30
Entrada: 400 ienes

Monumento restaurado

0103_templo_heian.jpg

Construído em 1895, o templo Heian Jingu homenageia dois imperadores: Kammu, o responsável pelo estabe­leci­mento da capital de Heian, e Komei, o últi­mo imperador a governar da cidade de Kyoto e que, em 1938, após um movimento popular, passou a ser reve­renciado no templo xintoísta. Em 1940, o Heian foi restaurado, e, em 1979, passou por novas reformas. Hoje é um dos pontos turísticos mais importantes de Kyoto. O estilo chinês da cons­trução chama a atenção dos turistas, com grandes halls em laranja e branco.

Como chegar
Endereço: Nishi Ten-o-cho, Okazaki, Sakyo-ku, Kyoto 606-8341
Telefone: (00xx81) 075-761-0221
Fax: (00xx81) 075-761-0225
Acesso: 10min a pé da estação, pelo metrô Higashiyama, ou de ônibus, em direção a Higashioji-dori
Horário: das 8h30 às 16h30
Entrada: gratuita

Templo das Águas

0103_templo_kyomizudera.jpg

Um dos templos mais visitados de Kyoto, o Kiyomizudera chama a atenção por possuir uma plataforma de ma­deira que fica sus­pensa sobre um vale. Sua cons­trução é bastante antiga, datando de 778, quando um monge visio­nário encon­trou uma fonte de águas claras, kiyomizu. Até hoje, acredita-se que a água da cachoeira de Otowa, que corre no tem­plo, pode curar doenças. Uma atra­ção pró­xima ao tem­plo budis­ta é o Jishu-jinja, um tem­plo xintoísta fa­moso entre na­morados que querem tes­tar seu amor.

Como chegar
Endereço: Kyoto-shi Higashiyama-ku Kiyomizu
Telefone: (00xx81) 075-551-1234
Acesso: as paradas de ônibus próximas são Kiyomizu-michi ou Gojo-zaka, na avenida Higashi-oji-dori
Horário: das 6h às 18h
Entrada: 300 ienes

Estilo grandioso

0103_templo_toshogu.jpg

Localizado em Nikko, cidade turística próxima a Tokyo, o templo de Toshogu foi cons­truído no século 15, atendendo a um pedido feito em tes­tamento por Tokugawa Ieyasu, o primeiro xogum e unificador do Japão, morto em 1616. A construção teve início no ano seguinte, mas Iemitsu, o terceiro xogum do clã Tokugawa, achou que o local não estava à altura da notoriedade de seu avô e deu ordem para que recebesse uma decoração ainda mais grandiosa. As obras foram concluídas em 1634, resultando em um design e estilo únicos. O templo de Toshogu é um dos mais visitados do país.

Como chegar
Endereço: Ibaraki-ken Nikko-shi Yamauchi 2280
Telefone: (00xx81) 0288-54-0560
Acesso: 15min a pé das estações de Nikko, das linhas Tobu ou JR
Horário: das 9h às 17h
Entrada: por 900 ienes, é possível visitar dois templos xintoístas e um budista nas proximidades

Ponto turístico de Tokyo

0103_templo_sensoji.jpg

Ponto de encontro de turistas de várias partes do mundo, o templo Senso-ji, também conhe­cido como Asakusa Kannon, é um ver­dadeiro cartão-postal da capital ja­ponesa, com suas lanternas enormes decoradas e o portão laqueado de ver­melho na entrada sul. Fundado no século 17 em homenagem a Kannon, a deusa da Piedade, o templo budista tem seus portões guardados pelos deuses Raijin, deus do Trovão, e Fujin, deus do Vento, no Portão do Trovão, ou Kaminari-mon. Ao norte do Asakusa Kannon, está o portão Hozo-mon. Guardiões dos tesouros do templo, sutras chineses do século 14, são ainda mais imponentes que os do Portão Kaminari-mon.

Como chegar
Endereço: Tokyo-to Taito-ku Asakusa 1
Telefone: (00xx81) 03-3842-0180
Acesso: estação de Asakusa, das linhas de metrô Toei Asakusa ou Ginza
Horário: das 6h às 17h
Entrada: gratuita

Voltar ao topo da página
Turismo
A sedução das gueixas
Está servido?
Made in JapanCopyright Editora JBC. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Editora JBC.
Editora JBC  | Mangás JBC  | Livros JBC  | Henshin!  | WCS - Brasil  | Restaurantes Japoneses  | Hashitag